Oficinas de Capacitação

24h de Cultura 2007

24h de Cultura 2007

As oficinas de capacitação surgiram em 2007 com o ‘lixo ritmado, batuque reciclado’ do grupo Vida Seca (Goiânia-GO) e as peripécias do Circo Teatro Rosa dos Ventos (Presidente Prudente-SP). Este ano, o espaço para a qualificação de novos agentes culturais ganhou fôlego e o nome tupi Môpyro, palavra que em nossa língua significa ‘criar base para algo’ e aglutinou uma série de atividades. Propiciar a troca de conhecimento é o objetivo do 3º Seminário Local do Conexões de Saberes, do 1º Circuito de Debates sobre Poder, Cultura e Contemporaneidade, dos Intercâmbios Livres e das 7 oficinas de capacitação que fazerm parte dessa semana que vai de 6 a 9 de outubro na programação do 24h de Cultura 2008.

Pensando na qualificação de arte-educadores, convidamos profissionais da cultura para ministrarem uma semana de oficinas em áreas diversas. Assim, as Mídias Integradas Cuiabanas vem até a academia com seus métodos e formatos da Comunicação Alternativa; os videomakers da Próxima Cena produzem coletivamente um video-documentário sobre a banda (ou bando?) Caximir; a atriz Lilian Marques da Cia Pessoal de Teatro ensina a contar histórias; os músicos do Grupo Triêro e Herman de Oliveira fabricam instrumentos musicais a partir de materiais alternativos; a Cia Volta Seca ajuda mostra como confeccionar brinquedos; o Ancoradouro faz circo e teatro enquando os capoeiristas do Quilombo Angola comemoram os 40 anos de capoeira de Mestre Olavo numa semana de rodas e conversas.

Pra se inscrever nas capacitações, que são gratuitas (claro) clica aqui, jovem! Ou faça sua inscrição pessaoalmente no Saguão do IL no dia 06 de outubro de 8h as 11h e de 14h as 18h.

PROGRAMAÇÃO
OFICINAS DE CAPACITAÇÃO 24H DE CULTURA

COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA
Oficineiro: Marielle Ramires | MIC – Mídias Integradas Cuiabanas
Local:
Datas: 06 a 09 de outubro
Horário: 14h as 18h

PRODUÇÃO DE VÍDEO-DOCUMENTÁRIO
Ementa:Em dois dias, a oficina se volta à pesquisa para a realização de um video-documentário sobre a banda (ou bando?) cuiabano Caximir. Nos outros dois dias a equipe construirá coletivamente o roteiro.

Oficineiro: Thiago Dezan – Próxima Cena e João Pede Feijão – Movimento Panamby
Local: Sala 23 e 44 do IL – Instituto de Linguagens
Datas: 06 a 09 de outubro
Horário: 14h as 18h

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
Ementa:
Por meio de exercícios práticos, fruição de vídeos e debates, os participantes entraram em contato com conceitos e técnicas ligados a arte de contar histórias. Serão abordados os pontos: História “de boca” x História “de livro”; Semelhanças, diferenças e intersecções: Teatro e Contação de Histórias; Uso de objetos que estimulam a imaginação; Uso de objetos sonoros; Uso da palavra: construção sonora x conteúdo da narrativa; Uso do corpo; Uso da música; Construção de estado cênico; Inclusão daquele que escuta a história – imaginação ativa do espectador; Repertórios pessoais dos participantes; Experiência prática de Contação de Histórias.

Oficineiro: Lilian Marques | Cia Pessoal de Teatro
Local: Sala 08 do ICHS – Instituto de Ciências Humanas e Sociais
Datas: 07 a 10 de outubro
Horário: 8h as 12h

FABRICAÇÃO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS ALTERNATIVOS
Ementa: Esta oficina visa dar suporte teórico e de caráter exploratório aos aspectos e componentes que envolvem a produção do som musical e não-musical. A idéia consiste em fugir do modus operandi das oficinas buscando construir fazeres apoiados em saberes que, de maneira geral, não são abordados nesses momentos. Na obtenção desse objetivo o trabalho será realizado sobre dois eixos ou temas: meio ambiente e teoria musical. São dois dias de oficina para a construção de bongôs e flautas a partir de bambu e outros dois dias para iniciação musical.

Oficineiro: Grupo Triêro e Herman de Oliveira (Trem Di Doido)
Local: Sala 12 do ICHS – Instituto de Ciências Humanas e Sociais
Datas: 06 a 09 de outubro
Horário: 14h as 18h

FABRICAÇÃO DE BRINQUEDOS
Oficineiro: Cia Volta Seca
Local: Sala 18 do ICHS – Instituto de Ciências Humanas e Sociais
Datas: 07 e 08 de outubro
Horário: 8h as 12h

CULTURA POPULAR / CAPOEIRA ANGOLA”
“Comemoração dos 40 anos de capoeira de Mestre Olavo”
Ementa: Nesta oficina, rodas de conversa e rodas de capoeira são os instrumentos para transmitir os saberes da capoeira angola, mostrando suas referências nas tradições e nas religiões africanas. Em três dias de oficina o foco é a bateria da capoeira (berimbaus, atabaques e outras percussões) e as ladainhas que contam a história da capoeira e dão informação aos jogadores.

Oficineiro: Mestre Olavo | Quilombo Angola
Local: OCA – Organismo Cultural Alternativo no Centro Cultural
Datas: 06 a 09 de outubro
Horário: 17h as 22h

CIRCO TEATRO
Oficineiro: Julio Carcará | Ancoradouro
Local: Espaço Ancoradouro | Museu do Rio – Porto
Datas: 07 e 09 de outubro
Horário: 19h às 22h